TEMAS

Como acalmar um cachorro ansioso

Como acalmar um cachorro ansioso

Pode acontecer de ter um cão um pouco agitado, ou terrivelmente preguiçoso. Cada cão tem seu próprio caráter e devemos estar prontos para enfrentar sua natureza, tentando estar perto dele e estabelecer uma boa relação de convivência. Como acalmar um cão ansioso você precisa saber porque quando animais com essa atitude não são tratados, eles podem piorar e sofre de estresse crônico, um problema que também afeta a saúde do cão.

Procuramos também compreender a causa que pode ser “inata” mas também ligada ao meio em que vive. Ele pode ter tido uma experiência ruim no passado ou sofrendo de um problema de saúde. Podemos pedir conselhos a um veterinário, mas somos os mestres os primeiros a dar as indicações e a tentar interpretar os sinais que o cão nos dá.

Como reconhecer a ansiedade

Quando um cachorro está ansioso, você pode dizer rapidamente, porque ele não para por um segundo. Existem, de fato, cães que pulam continuamente, sempre se movem, abanam o rabo. Alguns cães ansiosos nunca se separam de seu dono e o seguem por toda parte estudando seus movimentos como se algo terrível pudesse acontecer a qualquer momento. tem cachorros que tremem, com medo, outros que mostram sua ansiedade tornando-se agressivos.

Quando o problema de ansiedade é negligenciado, ele também pode causar problemas de saúde. Tudo começa com falta de apetite e com a perda de cabelo, mas com o tempo pode haver danos ainda maiores. Portanto, é importante agir para acalmar o cão.

Como acalmar um cachorro: dicas

Vamos ver 4 dicas úteis para reduzir a ansiedade do nosso cão. Vamos começar com um gesto bastante espontâneo que é acariciá-lo por muito tempo. Partimos não do corpo, mas da cabeça, porque é mais reconfortante para um animal assustado, e depois acariciamos todo o corpo tentando transmitir serenidade, por sua vez, e não mais ansiedade.

Aqui vem o segundo conselho sobre o nosso comportamento. Uma relação muito intensa se desenvolve entre o cão e o dono e se estivermos de mau humor ou ansiosos, devemos primeiro nos acalmar, caso contrário teremos um efeito negativo no humor do cão. Respire fundo e preste atenção aos nossos gestos, até a voz deve ser suave e calorosa, sem tons altos e baixos, nunca em um volume que possa se assemelhar a uma bronca. Quando o cachorro, vendo a gente calma, se acalma, vamos recompensar com comida, um biscoito, de modo que conecte o presente com o estado de espírito calmo.

Às vezes, a ansiedade está ligada a um acúmulo de energia que não pode ser ventilado, especialmente se o cachorro mora em casa e não tem um jardim para desabafar. Neste caso, temos que sair com ele mais regularmente do que nunca para deixá-lo cansado. Longas caminhadas e até corridas no campo são excelentes, ou seja, brincadeiras com outros cães mas não com a bola, o que pode causar ansiedade ao animal. Melhores exercícios para cães que implicam obediência, como cães agility ou correr juntos.

Se estiver tudo bem para brincar ao ar livre, em casa é melhor deixar pra lá, pelo menos os jogos muito agitados. Podemos oferecer-lhe inteligência para estimulá-lo mentalmente. Sem pular e correr, apenas no parque e não na sala ou no corredor.

Como acalmar um cachorro com um profissional

Se não temos sido capazes de alcançar muito, antes que muito tempo passe e o pior situação, vamos entrar em contato com um profissional que saiba relaxar o cão. Um olho experiente pode nos ajudar a entender e identificar melhor a maneira certa de acalmar o cão.

Como acalmar um cachorro: relaxamento

Existem algumas práticas que podem fazer os cães relaxarem, vamos vê-los melhor. Eles podem servir em qualquer ocasião.
A técnica do cobertor mágico é uma das mais conhecidas, ela serve para complementar algumas terapias tanto dentro quanto fora de casa e ajuda muito a combater a ansiedade de separação, medo, nervosismo e excitabilidade. Você pega uma nova capa, coloca em um espaço conhecido do animal e chama para apresentá-la a ele, sem forçá-la. Quando o cão repousa sobre o cobertor, podemos acariciá-lo e deixá-lo agir até que esteja relaxado. Vez após vez, exercitar-se com a manta será mágico para o cão, que o associará a um sentimento positivo e calmo.

Outro método bem conhecido e amplamente utilizado é o musicoterapia para cães, ou o uso de música para relaxamento. Também neste caso deve ser introduzido aos poucos, com sessões de 5 minutos de cada vez, para que seja tudo natural e agradável. Procuramos escolher melodias relaxantes e um espaço no qual ele se sinta confortável, sem nunca forçá-lo a deitar-se ou a ficar confortável num determinado local. Ele tem que fazer tudo sozinho e podemos recompensá-lo dizendo “bem” ou acariciando-o.

A última sugestão é a pauta, lo ioga para cães. Você pratica ioga com seu cão, precisa de cursos para aprender, mas pode ser uma experiência muito emocionante.

Se você gostou desse artigo continue me seguindo também no Twitter, Facebook e Instagram