NOTÍCIA

Quatro máquinas de fazer blocos que ajudam a respeitar o meio ambiente

Quatro máquinas de fazer blocos que ajudam a respeitar o meio ambiente

Asmáquinas de bloco São responsáveis ​​pelo fabrico de blocos de betão que posteriormente serão utilizados no sector da construção para a construção de todo o tipo de infra-estruturas. A segurança dos milhões de pessoas que entrarão nesses prédios, cruzarão essas pontes e entrarão nesses túneis dependerá da resistência desses painéis de concreto. Portanto, ofabricação de máquinas de fazer blocos(https://www.rometa.es/) é um retrabalho da responsabilidade para as empresas que se encarregam desta tarefa.

No entanto, nem todas as máquinas deste tipo têm as mesmas características. Existem diferentes tipos de projetos em função das tarefas que vamos realizar, as obras são muitas vezes milagres da engenharia que, dependendo do projeto executado pelo arquiteto, podem exigirblocos de concreto formas inimagináveis. Portanto, versatilidade e mobilidade são dois requisitos essenciais ao adquirir obloqueador ideal. Da mesma forma, orespeito ambiental está se tornando cada vez mais importante nas empresas do nosso meio e este é um fator a ter em conta na comercialização das diferentes máquinas.

Assim, um número finito de máquinas de fazer blocos pode ser encontrado no mercado. Os fabricantes muitas vezes colocam-se à disposição do construtor para desenvolver um dispositivo único adaptado à obra que se pretende executar, sem esquecer o controlo e redução dos custos.partículas poluentes emitidos pela máquina durante sua operação.

  • Bloquera Rometa 2010: É uma máquina automática com capacidade para fabricar 900 blocos por hora e cinco blocos por ciclo. Possui vibradores de dez cavalos de potência e inclui uma mesa de entrega com um carrinho manual de três bandejas. Apesar do potencial e do fato de os modelos anteriores serem prejudiciais ao meio ambiente, o 2010 controla de forma eficiente suas emissões.
  • Bloquera Romera 2030: Sua capacidade é superior à das máquinas anteriores, pois pode fabricar 1.400 blocos por hora e 7,5 blocos por ciclo. É capaz de trabalhar dois turnos por dia mesmo em países quentes, por isso é uma das máquinas mais vendidas em todo o mundo. Possui ampla bandeja de trabalho e elevador e descensor de bandejas, com paletização e giro automático. No entanto, seu respeito ao meio ambiente é impecável, pois alia alta produção à minimização de partículas poluentes.
  • Bloco Rometa 2050: Sua capacidade continua a crescer e foi projetada para grandes edifícios. Sua produção é de 1.800 blocos por hora e 7,5 blocos por ciclo. A extração da bandeja pode ser realizada com um acionamento de velocidade variável. Tem uma carroça multiforca com 20 tabuleiros e permite fabricar desde lajes até meios-fios de um metro, passando pelas abóbadas. Sua produtividade é muito alta e, portanto, suas emissões aumentam exponencialmente. Mesmo assim, continua sendo uma das máquinas mais ambientalmente responsáveis ​​em proporção ao seu nível de atividade.
  • Rometa 4050 Block Case: Provavelmente a máquina de blocos mais potente do mercado. É capaz de produzir 3.000 blocos por hora e 15 blocos por ciclo. Trabalha sempre com uma grande bandeja de trabalho, paletização automática, controle de velocidade de deslocamento, carro multiforca e robô. Em suma, é semelhante ao anterior, mas com maior potência e capacidade de fabricação. Suas emissões são igualmente altas, embora o fabricante tenha cristalizado sua preocupação ambiental reduzindo e controlando ao máximo as partículas poluentes.


Vídeo: forma manual para blocos de cimento (Julho 2021).