SAÚDE

Conheça onze alimentos que destroem sua inteligência

Conheça onze alimentos que destroem sua inteligência

Muitas das coisas que comemos todos os dias sem saber, a curto ou a longo prazo, podem ser prejudiciais à saúde. Doces, álcool, farinhas refinadas, adoçantes, etc. estão presentes na dieta alimentar da maioria da população. Vamos nos conscientizar de quais são os piores produtos alimentícios que podem afetar nossa inteligência.

1. Produtos doces:

Açúcar e alimentos doces não são prejudiciais apenas para a cintura, mas também para o funcionamento do cérebro. O consumo de açúcar a longo prazo pode criar uma série de problemas neurológicos e afetar a memória, reduzindo a capacidade de aprender. Evite produtos pré-cozinhados, açúcar, xarope de milho e alimentos ricos em frutose.

2. Álcool:

O álcool é conhecido por causar danos ao fígado a longo prazo, mas o que você não sabia é que ele também causa o que é conhecido como “névoa do cérebro, uma sensação de confusão mental, afetando a capacidade de pensar com clareza e a memória. Felizmente, esses sintomas são reversíveis, desde que você pare de beber álcool ou, pelo menos, reduza para uma ou duas doses por semana.

3. Junk food:

Um estudo recente da Universidade de Montreal revelou que junk food muda a química do cérebro, causa sintomas associados à depressão e ansiedade e causa sintomas semelhantes aos de abstinência. Também afeta a produção de dopamina, uma substância química importante que cria uma sensação de bem-estar e apoia a função cognitiva, a capacidade de aprendizagem, a motivação e a memória.

4. Alimentos fritos:

Quase todos os alimentos processados ​​contêm produtos químicos, cores, aditivos, sabores artificiais e conservantes que causam hiperatividade em crianças e adultos. Alimentos fritos ou processados ​​destroem lentamente as células nervosas do cérebro. Alguns óleos são mais perigosos do que outros - o óleo de girassol é considerado um dos mais tóxicos.

5. Alimentos processados ​​ou pré-cozidos:

Assim como os alimentos fritos, os alimentos processados ​​ou pré-cozidos também afetam o sistema nervoso central e aumentam o risco de desenvolver um distúrbio cerebral degenerativo no futuro, como a doença de Alzheimer.

6. Alimentos muito salgados:

Todos nós sabemos que alimentos salgados afetam a pressão arterial e a saúde do coração, mas o que você não sabia é que eles podem afetar a função cognitiva e prejudicar sua capacidade de pensar. Em outras palavras, alimentos salgados afetam sua inteligência! O consumo de alimentos salgados e nicotina demonstrou ter os mesmos efeitos que as drogas, causando sérios sintomas de abstinência e ânsias.

7. Cereais refinados:

Todos os tipos de grãos refinados têm impacto no funcionamento do cérebro e na saúde em geral, ao contrário dos grãos inteiros, ricos em fibras e que previnem o envelhecimento arterial. Se você consumir grãos refinados, seu corpo corre o risco de envelhecer mais rápido e sofrer perda de memória e confusão mental. Tente trocar carboidratos refinados por carboidratos complexos.

8. Proteínas processadas:

As proteínas são os blocos de construção dos músculos e são muito importantes para o bom funcionamento do seu corpo. Mas evite proteínas excessivamente processadas, como cachorros-quentes, salame e muito mais. Opte por proteínas vegetais, como legumes.


9. Evite gorduras trans a todo custo:

As gorduras trans não só causam problemas cardíacos e obesidade, mas também são ruins para o cérebro, deixando-o mais lento, afetando seus reflexos e sua qualidade de resposta - além do risco de derrame. Se consumidos por muito tempo, eles podem contrair o cérebro, semelhante à contração causada pelo mal de Alzheimer. Essa redução no volume cerebral ocorre porque as gorduras trans danificam as artérias.

10. Adoçantes artificiais:

É verdade que os adoçantes artificiais contêm menos calorias do que o açúcar, mas fazem mais mal do que bem. Se usados ​​por um longo tempo, eles podem causar danos cerebrais e interferir em sua capacidade cognitiva, especialmente se você usar grandes quantidades diariamente.

11. Nicotina:

Embora a nicotina não seja realmente um produto alimentar, ela danifica o cérebro ao restringir o fluxo de sangue para esse órgão importante, junto com o fluxo regular de glicose e oxigênio. A nicotina também afeta a produção e a função dos neurotransmissores, estreitando os capilares, os minúsculos vasos sanguíneos que desempenham um papel crítico no que diz respeito à função cerebral.


Vídeo: OS PIORES E MELHORES ALIMENTOS PRA SAÚDE DO BRASILEIRO. SEM CORTES TV GAZETA. (Agosto 2021).