TÓPICOS

Como nós, latino-americanos, vemos nossos cães?

Como nós, latino-americanos, vemos nossos cães?


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A ONG World Animal Protection revela os hábitos dos donos de cães na América Latina após um estudo e lança um aplicativo para ajudá-los a dar o melhor atendimento aos seus melhores amigos.

Para saber como é o vínculo entre donos e cães no continente latino-americano, a ONG de bem-estar animal com sede na Costa Rica, Proteção Animal Mundial, realizou uma pesquisa com mais de 10.000 proprietários na Argentina, Colômbia, México, Venezuela, Equador e Chile.

Os resultados mostraram que 95% dos proprietários veem seus cães como filhos ou como parte da família. Apenas 2,6% responderam que os veem como animais de estimação e uma porcentagem semelhante (2,5%) que os veem como seus amigos.

Por sua vez, eles mostraram que vínculo entre humanos e seus cães está presente em muitas áreas da vida cotidiana das famílias latino-americanas:

  • 99% afirmam ter sentido angústia quando o cão adoece.
  • 99% conversam com seus cães regularmente.
  • 89% os incluem nas atividades familiares.
  • 76% dos cães sobem no sofá ou na cama de seus donos.
  • 60% dormem com seus donos.
  • 56% os levam com eles nas férias.

“Esses resultados confirmam que os cães têm um papel muito importante na vida das pessoas e que são muito mais do que o melhor amigo do homem”, diz o médico. Melania Gamboa, Gerente de Programas Veterinários em Proteção Animal Mundial.

Nem tudo é rosado

Embora os dados sejam muito reconfortantes, também foi possível ver o verso da pesquisa que alertou a organização. Isso ocorre porque os dados revelaram que muitos animais chegam às famílias impulsivamente ou não planejado, sem que os seus membros saibam distribuir as suas tarefas de cuidado, se as características do cão são compatíveis com as da família ou se realmente dispõem de tempo para o cuidar como necessita.

“Um em cada quatro donos, por exemplo, garante que adquiriu seus cães sem preparar a casa para eles, sem discutir a responsabilidade de tê-la, ou distribuindo as tarefas de seus cuidados entre os membros da família. “Esta é uma situação preocupante, porque adquirir um cão impulsivamente o coloca em risco de abandono e abuso, principalmente quando a família não sabe cuidar dele na doença, quando não sabe como controlar seu temperamento, ou se simplesmente se aborrece com um animal de estimação em casa ”, argumenta Gamboa.

A má preparação dos proprietários para cuidar de seus cães se reflete em alguns dados da pesquisa:

  • 17% dos proprietários não vacinaram seus cães no último ano.
  • 35% não vermifugam com a freqüência recomendada: a cada três a seis meses.
  • 41% dão banho muito pouco ou com muita frequência, o que pode prejudicar a saúde da pele e do pelo.
  • 30% levam ao veterinário menos de uma vez por ano, somente se ficarem doentes ou nunca.
  • 20% os levam para caminhadas com pouca frequência, menos de duas vezes por semana.

Um novo aplicativo para promover cuidados com cães

Com o objetivo de informar melhor os proprietários e ajudar seus cães a cuidarem de seus cães, a World Animal Protection lançou o Aplicativo móvel gratuito Barkyard, Com muita informação para os proprietários!

Ele fornece artigos sobre saúde, nutrição, comportamento animal e como criar um ambiente positivo para os cães. Além disso, explica como dar os primeiros socorros, já que poucos sabem o que fazer em caso de emergência médica.

O aplicativo, desenvolvido por veterinários e especialistas em bem-estar animal, busca ser uma espécie de assistente veterinário de fácil acesso, por isso inclui um calendário para agendar atividades relacionadas aos nossos cães, um jogo de curiosidades com o qual os donos podem ganhar prêmios digitais e aprender para melhorar o vínculo com seu cão, além de lembretes para vacinas, banhos, passeios e visitas ao veterinário, entre outros pontos.

O Barkyard está disponível para download em dispositivos móveis Android e iOS, nas lojas de aplicativos e em barkyard.dog.


Vídeo: Entre Clínicas - Dermatite Atópica Canina (Pode 2022).